Números desportivos de 2020

Fevereiro 15, 2021

Bem, que ano !

Finalmente consigo fazer um balanço de 2020, agora que infelizmente Portugal voltou a entrar num confinamento mais apertado. Começar o ano de 2021 desta maneira torna-se complicado conseguir traçar objectivos de provas a fazer mas sei que vou ter mais disponibilidade para meter volume e consistência de treino mas também descansar mais.

Não faço muitas comparações com o ano de 2019, porque cada ano é um ano com diferentes factores sejam a nível profissional, pessoal ou mesmo pandémico. O importante é manter a consistência, confiar no processo and the rest will follow. Um dos grandes paradigmas do confinamento foi que nos deu mais tempo, e o que fizeram as pessoas? Treinar mais, quando na realidade deviam ter aproveitado para descansar mais, dormir mais, e fazer mais trabalho de mobilidade.

O que aprendi em 2020, foi que acima de tudo adoro fazer desporto com ou sem competição consigo ter motivação para puxar por mim. Gosto do processo de treino, de sair e se calhar não preciso de fazer tantas competições por ano.

Comecei o ano bastante bem, sendo que arranquei a minha preparação ainda em 2019 tendo em foco o PowerMan de Fevereiro e posteriormente o triatlo de Setubal, com tudo dentro do planeado com uma média semanal de 9 horas. Na época passada, o meu calcalhar de aquiles é arranjar sempre uma desculpa para evitar as séries rápidas de corridas, sejam elas de 400 metros sejam elas de 1km.

Quando o COVID a 14 de Março fez fechar ginásios, escritórios, lojas já estava no ciclo final de 8 semanas para Setubal e andei cerca de duas, três semanas completamente perdido sem qualquer motivação, sem saber o que fazer e quando consegui novamente organizar a minha cabeça de treino foi meter horas, intensidade, subir o FTP aos 270W ate chegar a 13 de Julho que fiquei doente, fraco e quase 24 horas de cama o que até hoje considero que foi um burnout. Julho e Agosto foram meses de não treino estruturado, era quando dava sem qualquer vontade de treinar. Setembro começou e com 2 provas de SwimRun o motivação de uns fim de semana entre amigos voltou e tudo entrou nos eixos.

Actualmente ainda está tudo muito nublado de como será os próximos meses a nível de provas

Para este relatório anual usei o Strava, Intervals.icu e Trainingpeaks embora alguns dados podem não estar totalmente correctos devido a alguma descrepancia nas plataformas mas dá para criar um excelente compartivo entre épocas, certamente que será um artigo futuro

Métricas pessoais

51bpm Ritmo cardiaco em descanso
Peso – +4KG de 71.1 a 75.3

Em jeito de overview foi um ano com 312 actividades em 289 dias, das quais pedalar representou 47%, correr 41% e nadar apenas 10%. Pela plataforma que usei, reconheço que trabalho de reforço/ginásio deve ter sido no máximo 2%

Vamos então mergulhar nos dados mais geeks.

Totais

 

Natação Bicicleta Corrida Ginásio Total
Nº Actividades 38 177 153 32 368
Tempo Total 252m 226h 130h 30 387h
Distância 73km 5689km 1501km 7200km
Percentagem 6% 55% 32% 6% 100%

Dias activo 289, Quarta Feira dia com mais.

Total de horas 300horas anuais, o que dá sensivelmente meio mês de um ano com um total de distância percorrecida 7200KM de Lisboa a Nova Delhi na Indina. O mês que mais treinei foi Abril, 42H, sendo que nessa altura estavamos confinados em casa e foi uma excelente altura para desenvolver mais a bicicleta. Média Mensal 32.4 horas por mÊs

Análise Mensal

Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
Tempo Total 37h 39h 37h 41h 40h 30h 19h 12h 32h 27h 40h 36h

Total de tempo em zonas

Untitled2
Untitled

80%- 20%

Provas

Prova Duração Distância Lugar AG 35-39
Duatlo PowerMan Mafra 3:53:42 10K 60K 10K 33/38
Triatlo Oeiras 1:22:39 800m 20k 5k 30/37
SwimRun Monsaraz 2:38:56 44/89

Recordes pessoais

Corrida

400m 1K 5K 10K 21.09K
01:13 03:01 min/km 03:47 03:47 min/km 22:01 04:24 min/km 45:09 04:31 min/km

 

Bicicleta

1m 5m 10m 20m 60m 90m 120m 180m
373W 322W 258W 245W 214W 198W 189W 182W

A nivel de potência subi o FTP de 2.82w/kg para 3.10w/kg na altura do verão e terminando o ano com 3.30w/kg

Fitness

Untitled

Sono

Quando se deu o início da quarentena na Europa, houve a sensação de termos mais tempo em mão e de como existe sempre a falsa sensação de fazer mais e mais e mais quando na realidade devemos fazer um abrandamento no nosso ritmo de vida. Dois meses depois a Fitbit lançou um estudo que pode ser consultado aqui onde em média passámos a dormir mais 40 minutos por noite.

Infelizmente gostava de conseguir a minha média de sono mensal para tentar colocar isto em números juntamente com a média de HRV mas nenhuma das plataformas devolve esse valor de uma maneira anual ou mesmo mensal. Talvez para o ano 2021, quando conseguir tudo debaixo do ambiente Garmin.

Deixar um comentário